Síndrome Metabólica e Obesidade

A síndrome metabólica é a principal responsável pela obesidade, onde o individuo geralmente tem pressão alta, triglicérides elevado, homocisteína elevada, e desta forma esta pessoa tem predisposição a todo tipo de doença.

 

 

 

Quatro fatores chaves são responsáveis por estar relacionado a esse tipo de doença:

1. DISTÚRBIO DA INSULINA

A alta ingestão de carboidratos, consequentemente aumenta a insulina, e a insulina faz com que ocorra a lipogênese, fazendo engordar.

LIPOGÊNESE

Ocorre quando os níveis de glicose no sangue aumentam muito ou ultrapassa o seu limite máximo. O excesso disso é removido pelo fígado, e este, o armazena em seu interior sob a forma de glicogênio. Quando ingerimos muito carboidratos, aumentamos a glicose e, consequentemente aumentamos a concentração de glicogênio dentro do fígado e nos músculos.

Por sua vez, quando em excesso, o glicogênio é quebrado pelo fígado tendo seu excedente eliminado no sangue e, consequentemente, a concentração de ácidos graxos na corrente sanguínea será aumentada. O excesso de ácidos graxos no sangue é removido pela pele, e esta, o armazenará dentro de células conhecidas como adipócitos (células armazenadoras de gordura). Este armazenamento ocorrerá sob a forma de gordura.

Mais uma vez, as gorduras da dieta possuem uma contribuição muito pequena os para os riscos de problemas cardíacos, se comparado com os problemas causados pelos carboidratos. E se observarmos, em geral a dieta básica da grande maioria das pessoas está relacionada com a ingestão de carboidratos, de produtos feitos com trigo e farináceos.

2. DISTÚRBIO DA ADRENAL

Causado pelo aumento cortisol alto, que é causado pelo stress. O cortisol elevado ou muito baixo causado pela fadiga adrenal prejudica diretamente a produção de T3 e T4.

3. DISTÚRBIO DA TIREOIDE

Glândula responsável pelo metabolismo, a grande maioria da população possui um hipotireoidismo subclínico, não diagnosticado. Isso é falado no site, no tópico iodo. É possível ter todos os exames tireoidianos “normais”, e mesmo assim a pessoa ter um hipotireoidismo do tipo 2, que é quando o problema não está na tireoide, e sim fora dela. Será comentado em detalhes na parte 2.

Uma forma para detectar se a tireoide está funcionando corretamente, é muito simples. A tireoide tem como principal função cuidar do metabolismo basal, e esse metabolismo basal é refletido pela temperatura corporal. Ao acordar, antes de levantar-se, pegue um termômetro convencional (não o digital), ponha-o na axila e espere por 8 minutos, se a temperatura estiver abaixo de 36,6 graus celsius, tudo indica que a tireoide não está funcionando de forma adequada. Esse é o resultado de 40 anos de estudo pelo Dr Brothers Burns. Na parte 2 será explicado em detalhes porque os exames tradicionais falham na detecção de problemas da tireoide.

4. AUMENTO DO ESTROGÊNIO

À medida que o tempo passa ocorre um aumento do estrogênio no corpo. No homem esse efeito é ainda pior, à medida que o homem vai envelhecendo ele vai adquirindo uma forma mais feminina, aumento do bumbum, ocorre um aumento das mamas, o quadril vai obtendo mais uma forma de quadril de mulher, isso causado pelo aumento do estrogênio no corpo. Além disso, existe o problema dos xenoestrogeno, que será mais detalhado na parte 2.

Quando somados fatores como o distúrbio da insulina, distúrbio da adrenal, distúrbio da tireoide não diagnosticada e a predominância estrogênica, cria-se assim um ambiente chamado obesogênico, e esse ambiente obesogênico tem aumentado a cada dia.

Infelizmente essa dinâmica não é compreendida por uma parte dos profissionais da área da saúde, e a recomendação é, FAZER DIETA, mas é só observar um pouco, que facilmente se percebe que nos últimos 30/40 anos a medicina vem propondo que para emagrecer é preciso fazer dieta e fazer exercícios, no entanto a população vem engordando a cada dia.

É preciso ter em mente que a obesidade é uma doença que precisa ser tratada, principalmente por um desequilíbrio hormonal do pâncreas, das adrenais, da tireoide e dos ovários, na mulher. Não é com dietas e exercícios que vai resolver esse tipo de problema, isso é falado no tópico O equivocado conceito de balanço calórico, primeiro que é um distúrbio metabólico, segundo, que grande parte das pessoas obesas, por conta destes distúrbios hormonais, não tem disposição e energia, muitas relatam não ter tempo para praticar exercícios, mas a grande verdade é que não possuem energia para isso, e a baixa da energia, é um dos problemas causados pelo sobrepeso.

Sobre o distúrbio da insulina, é interessante ler e entender o que é explicado nos tópicos:

A Armadilha dos alimentos sem-glúten
Trigo e a oe a obesidade
Sobrepeso e o equivocado conceito de balanço calórico